Uma mulher teve um filho com seu amigo gay. E essa história demonstra um conceito de família totalmente diferente.

Entenda a história desses dois. Um rapaz gay e sua amiga tiveram uma filha e são uma linda família

Esse casal não constitui uma família tradicional, mas tudo que aconteceu foi baseado em muito respeito e carinho das duas partes.

Juliana Fernandes e Rafael tiveram uma filha chamada Mariah. Os dois são amigos e professores. Juliana não pretendia estar em um relacionamento sério, mas sempre brincava muito com Rafael sobre o futuro.          

Tudo que eles falavam era apenas brincadeira, pois Rafael não gostava de mulheres. Mas em uma certa festa ambos estavam embriagados e acabou pintando um clima, onde houve relações sexuais e após três semanas a notícia de que eles teriam uma criança.

Em entrevista Juliana diz: ” Eu pensei em fazer uma brincadeira com ele, comprei um teste de gravidez e com uma caneta, marcaria aquele pontinho que confirmaria minha gravidez, mas quando fiz o teste, realmente fiquei surpresa pois eu estava mesmo grávida.”

Rafael gostou da idéia de ser pai. Então fizeram um teste no hospital e realmente era aquilo, e os dois ficaram felizes.

A família da moça embora um pouco assustada no começo, apoiaram ela. Rafael morava em Taubaté, e Juliana foi morar com ele para que curtissem cada segundo da gestação.

Desde o começo o plano deles era criar a criança da melhor forma, e uma criança sem preconceitos, poderia ser o que ela quisesse.

Ocorreu alguns desentendimentos mas eles sempre resolveram entre eles. Mariah nasceu e assim o primeiro ciclo já estava cumprido.

Em relacionamentos sempre tem as brigas e uma briga entre eles fez com que Juliana voltasse para casa de seus pais.

A mulher conta: ” Eu sofria de depressão e tomava remédios, durante a gestação suspendi os medicamentos e fiquei um pouco instável e Rafa ainda não sabia como criar uma criança. Meu amigo tinha medo que eu tirasse Mariah dele, mas ele nunca abria mão das baladas. Por isso houve alguns desentendimentos”

O rapaz sempre estava presente, porém enquanto estava separado de Juliana ele conheceu um rapaz, Alex, eles entraram em um relacionamento sério e isso fez com quem Rafa mudasse completamente sua cabeça e conversou com a moça. Os dois voltaram a se entender e ela voltou pra casa dele e agora tinham mais uma pessoa para ajudar na criação da pequena.

O preconceito nunca esteve naquela família, qualquer coisa que acontecesse e qualquer julgamento que recebessem eles sempre estavam dispostos a resolver.

” Passei em um concurso de auxiliar de professora, mas lá fui muito julgada e disseram que ninguém poderia descobrir que eu tinha uma filha com um gay pois pegaria mal para escola, então bati de frente até que todos entendessem que o que pegava mal era o que eles estavam fazendo.”

Um dia, após a escola Mariah chegou em casa dizendo que uma professora havia ensinado que meninos não podem ficar com meninos. Então fomos até a diretoria da escola para entender como poderia uma professora ensinar o preconceito as crianças, aquilo estava totalmente errado.

Independente de preconceitos, e de tudo que ainda teriam que enfrentar, sempre seriam felizes e ensinariam a pequena da melhor forma.

Juliana diz: ” Comecei um relacionamento a pouco tempo e não sei se durará, mas eu e Rafa temos um acordo que independente de novos relacionamentos, casamento, do nosso futuro, ambos sempre seremos presente na vida de nossa filha.”

Fonte: bestofweb

 


LEIA TAMBÉM
loading...

Comentários

Compartilhar