Um barco estava desaparecido a 7 anos e o que havia ali dentro quando encontrado é chocante.

Dentro de um barco, que estava desaparecido, foi encontrado um rapaz mumificado.

Manfred Fritz Bajorat, um alemão aventureiro de 59 anos, teve seu iate flutuando pelo mundo durante muito tempo, mas ninguém nunca havia descoberto que lá dentro o rapaz não estava mais vivo e sim mumificado.

O corpo daquele senhor quando foi encontrado estava sentado perto de um telefone de rádio, era como se ele tivesse tentado pedir ajuda, mas pouco tempo depois foi descoberto que o rapaz em vez de pedir ajuda, ele deixou uma mensagem assombrosa para sua mulher Cláudia, que estava separada dele desde 2008 e que morreu em 2010, vítima de cancro.

A mensagem foi a seguinte: “Trinta anos que estamos juntos no mesmo caminho. Na altura o poder dos demônios era mais forte do que a vontade de viver. Tu foste cedo demais. Que sua alma encontre a paz. O seu Manfred.”

Não se sabe ao certo por quanto tempo aquele iate ficou a deriva no mar, mas houve notícias de um avistamento deste iate em 2009 em Palma de Maiorca.

Ao certo não se sabe quando ocorreu o falecimento de Manfred e nem qual foi a causa.

Quem encontrou aquele iate foram dois pescadores que viram parte do mastro quebrado e o convés estava com metade submersa, quando flutuava junto à costa das Filipinas.

Lá dentro além do corpo mumificado foram encontradas várias outras coisas, como roupas, latas de comida e ao redor de seu corpo havia muitas fotos de sua família.

O homem só foi identificado porque no interior do iate estavam todos os seus documentos e as fotos também ajudaram no reconhecimento do rapaz.

Acredita-se que o que preservou o corpo do rapaz foram os ventos oceânicos secos, temperaturas quentes e também o ar salgado.

Fonte: vamoslaportugal


LEIA TAMBÉM
loading...

Comentários

Compartilhar