Persistência do pai salva filha que já estava morta há mais de 40 minutos

Veja o trágico acidente doméstico que quase levou uma criança à morte.

A noite de réveillon de 2014 ficou marcada como a maior tragédia para a família de Ruslan e Anastasia, que moram em Dnipro, na Ucrânia. O casal preparada o jantar para comemorar a virada do ano com seus filhos e tudo estava indo muito bem. Enquanto eles estavam na cozinha, seus filhos brincavam pela casa para esperar o jantar de réveillon.

Após algum tempo, o casal estava achando estrago o silencio dos filhos e resolveram ir verificar se estava tudo bem com eles. O pai, procurando pelas crianças, foi até ao quintal da casa, chegando próximo à piscina da residência. Esse momento foi o mais aterrorizante de sua vida. Sua filha Alesya, de apenas 3 anos, estava no fundo na piscina desacordada. O pai desesperado pulou na piscina, retirou sua filha e pediu para que sua esposa ligasse imediatamente para pedir socorro.

O pai tentava reanimar sua filha de todas as maneiras, porém tudo indicava que ela já estava afogada a algum tempo e isso dificultava a volta da respiração da pequena criança. Após a chegada do resgate, foram tomadas as possíveis providencias de afogamento para tentar reanimar a criança, porém a equipe não teve sucesso. Decepcionado o pai caiu no chão e chorava desesperadamente.

Quando o resgate tentou falar aos pais que não havia mais solução, Ruslan pediu para que eles deixassem a criança por ali, pois ele ainda tentaria trazê-la de volta e contava com a ajuda de um milagre. Depois de 40 minutos de tentativa, a criança voltou a respirar com muita dificuldade e foi levada para o hospital mais próximo para que fosse colocava em coma profundo.

Após duas semanas, a criança acordou do coma. Ainda estava com algumas sequelas devido à falta de oxigênio no cérebro durante o afogamento. Porém, os médicos garantiram que ela ficaria bem, tudo isso graças à persistência de seu pai.

 


LEIA TAMBÉM
loading...

Comentários

Compartilhar