Na Austrália, as adolescentes que engravidam estão fazendo algo terrível para manter os bebês pequenos.

Com medo do parto, adolescentes tem feito algo terrível para manter as crianças pequenas.

Na Austrália as jovens têm muito medo do parto, e por esse motivo estão fazendo algo terrível para que seus bebês se desenvolvam pouco. Estudos revelam que as jovens australianas estão fumando bastante quando descobrem da vida de um bebê dentro delas, isso tudo para que seu peso e desenvolvimento seja pequeno.

O que essas mães não sabem, é que estão colocando a vida da criança em risco. Fumar na gravidez pode causar o aborto, desprendimento da placenta, problemas cardíacos e ainda pode levar a criança a morte.

Mesmo quando as mães descobrem os danos que essa prática pode trazer à saúde dos bebês, elas continuam fumando, porque para elas é a única forma de diminuir os danos a elas próprias.

Aqui estão quatro possíveis motivos que levam essas jovens a ter essa hábito terrível durante a gravidez:

Temem danos a sua parte intima:

Simone Dennis, que foi quem mais estudou o assunto disse que as jovens têm medo de que sua vagina seja rasgada no parto.

 

Temem que a vagina continue na forma em que ficou no parto:

Elas acham que serão rejeitadas pelos homens por grandes mudanças em sua área íntima.

 

Elas ficam horrorizadas com o ganho de peso:

As jovens ficam com medo de ganhar muito peso e depois não terem condições de retornarem ao seu peso.

 

Ser menor seria um bom futuro para as meninas:

Como as meninas menores são vistas como delicadas as mães jovens acreditam que manterem suas filhas menores possa ser bom em seu futuro.

Parece que essas mães não estão agindo nada certo ao se tornarem fumantes na gravidez e isso tem que acabar, pela saúde delas e dos bebês.

 


LEIA TAMBÉM
loading...

Comentários

Compartilhar